Superstição

domingo, 6 de julho de 2014



Sempre tive medo de ir a cartomantes, que me lessem a palma da mão, me vissem o destino nos búzios ou me adivinhassem o futuro pelas folhas de chá, por haver a possibilidade de ser uma daquelas pessoas destinadas a morrer sozinha, gordo, careca , com cinquenta gatos e uma coleção de Dvds com vastos minutos a mais do que a minha vida sexual toda compilada.
Não que alguma vez me tenha considerado encalhado, mas só pela remota possibilidade.

7 comentários:

  1. isso para mim é um outro mundo... não sei se tenho interesse em conhecer. beijos cupido

    ResponderEliminar
  2. Dizem que está escrito no céu e nas estrelas :D

    ResponderEliminar
  3. Como Tarólogo, fica o convite para te fazer uma sessão, caso queiras! ;)

    Abraço e não precisas de ter medo! :P

    ResponderEliminar
  4. Os adivinhos vulgares dizem-te o que queres que aconteça; as bruxas dizem que o que vai acontecer quer queiras quer não. Estranhamente, as bruxas tendem a ser mais exactas mas menos populares.

    ResponderEliminar
  5. Eu sou o cético, que não acredita em nada dessas coisas. Uma vez fui a um bruxo (um homem que benze, como se diz aqui no campo) com a minha avó, e aquilo era bem diferente do que eu pensava...

    ResponderEliminar
  6. A leitura que me fizeram das borras de café, ainda está para acontecer lololol

    ResponderEliminar

Vá, a comentar enquanto ainda não cobro nada.
Respondo sempre e coiso.
(sou ótimo a motivar as pessoas hein?)