"Aceitação"

sábado, 27 de junho de 2015


Hoje ligo o facebook, e toda a minha cronologia se tornou um arco-íris gigante.
Toda a gente celebra a aceitação "amor é amor" e o catano.
Acho bem, acho bonito, acho uma trend que até não tem assim tanto por onde largar as minhas incessantes reclamações, no que toca a movimentos de redes sociais.

Quando ia fechar a janelinha, pelo meio desta pride parade eletrónica, vejo alguém que aderiu ao movimento todo muito gay friendly, com discursos de aceitação e o diabo ao quatro, nada de extraordinário, não tivesse há umas semanas dito me muito indignado, que não entendia "esta moda agora de sair do armário", que era totalmente desnecessária e até um bocadinho incómodo.

Quando lhe perguntei porquê, assim já meio a ferver  - porque a minha costela hippie activista dos direitos humanos, embora não predominante inflama-se com imensa facilidade quando confrontada com bestalhagens destas. - disse-me que "não entendia a necessidade de fazer disso bandeira. Que alguns só o fazem para chocar."



Disse que não via a necessidade e achava uma chamada de atenções.
Quando forcei a barra e quis saber porquê, não me soube dizer concretamente, chamou-me agressivo porque comecei a explicar que era uma coisa pessoal e que cada um exercia como achava de direito, e que não tem que fazer sentido para mais ninguém para além da própria pessoa, e não temos que julgar ninguém por isso.

Acabou por me dizer que fico nervoso com estes assuntos - sem se aperceber que o que me deixa possidónio são exposições a altas doses de intolerância - e que me devia acalmar, porque não disse nada de mal.
Isto entra muito naquela onda do "seja gay, lá na casa dele, eu até aceito e aprovo, desde que não ande à mostra".

E se querem que vos diga, isto põe-me puta da vida.


Dou por mim a pensar, quantos dos adeptos do movimento da foto de perfil em arco íris, não terão o mesmo discurso, enquanto debitam doces palavras de igualdade nas amigas redes sociais.

17 comentários:

  1. Acredito que existam pessoas que realmente aceitem e defendam os últimos desenvolvimentos, mas também acredito que haja muita hipocrisia disfarçada... Até porque fica bem colocar um arco-íris na foto de perfil, afinal de contas o amigo tem e o amigo do amigo também. Até a avózinha, que não percebe nada de redes sociais, mas sabe clicar na aplicação, também exibe um lindo arco-íris.

    Sabes, deixei de me passar há muito com essas pessoas acéfalas - e talvez faça mal -, mas de facto a minha paciência tem limites e rugas não fazem parte dos meus planos para já.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu tenho como missão reeducar toda a gente á minha volta. isso e inventar chocolate que não engorde xD

      Eliminar
  2. Concordo com vc qto a esta coisa de sair do armário. Cada tem a sua forma, o seu jeito e sua hora. Eu desde os meus 30 anos não tenho mais problemas qto a isto em todos os meus círculos de relações [família, trabalho, amigos, vizinhos etc]. Nunca soube na vida o q é discriminação contra a minha pessoa por ser gay [nem antes nem depois q me aceitei plenamente]. Se não desfraldei bandeiras tb não a enrolei.

    Beijão

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já quero falar disso há algum tempo, mas estou esperando por um dia especifico - besteiras minhas - qualquer dia falo e ainda te entrevisto só pra ser chique ahah

      Eliminar
  3. Eu acho que a maioria das pessoas que o fez, não percebeu o motivo (LOL). Eu não fiz.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Houve uma moça que disse que "não é por ser hetero que não posso ser contra a homografia". E tenho dito.

      Eliminar
  4. Eu colori a minha porque fica gira assim, gosto das cores e sei o motivo porque o fiz, agora os outros isso já não me interessa.

    Eu sou a favor da igualdade mas acredito que muita gente finge ser apenas porque fica bem, como se tratasse de algo para mostrar aos outros.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É o mal do mundo, os ativistas de algibeira :P

      Eliminar
  5. Andei lendo algumas besteiras em meu facebook, fiz questão de trocar algumas indiretas "diretas" para colocar as coisas no lugar.

    Muitos dos meus amigos aderiram, maior parte deles conscientemente e claro sempre teremos os que se incomodam.. mas foram poucos.

    Também não tenho lá muita paciência...

    Grande abraço!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Achei isso meio besta, não que tenha sido negativo, mas todo o mundo quis saltar no trem, não necessariamente por concordar, mais por ficar bem :P
      Abraço

      Eliminar
  6. Eu não sei o que quis dizer esse teu amigo ?!?

    Mas olha que tambem me irritam as paradas gays ,a bandeira gay, o partido politico gay (há lá fora), e vê lá, até já existiu uma conta bancaria há uns anos atras em Espanha que era para gays.
    Já nem falo na expressão "orgulho gay", essa então .....

    -Se eu defendo que ninguem deve ter vergonha da sua orientação sexual, não posso defender nunca o ter orgulho. Eu alguma vez tenho orgulho em ser hetero ? nunca na vida, nem orgulho nem vergonha.
    -E que eu faço com os meus genitais tem que ter uma bandeira própria? a que proposito ?
    -E a minha filiação politica ? tem que estar associada ao que eu faço com a minha vagina?
    -Pior.....as taxas de juro do cartão de credito estarem associadas ao comportamento sexual das pessoas.

    É tudo muito mau.
    Sinceramente, a orientação sexual das pessoas é uma coisa natural, detesto quando a transformam num absurdo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eh pah, tudo com moderação... A bandeira gay veio ja da altura de stonewall, e tem um significado simbólico, tal como as paradas. Dependendo de como são feitas não acho incómodo para ninguém. o problema está em gays que vêm tudo como homofobia, da mesma forma que há negros que vêm tudo como racismo e assim, há-de sempre haver pessoas nas classes minorais com esse tipo de pensamento...
      As coisas têm que ser encaradas com naturalidade. a partir do momento que deixar de haver estigma relativo a sexualidade, muitas dessas tradições começam a ficar obsoletas... penso eu, veremos

      Eliminar
  7. Acredito que muita gente que ficou colorida no face é hipócrita e só o fez para parecer tolerante, porque está na moda.
    Mas ao menos o face ficou mais bonito ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São as modinhas, vai e vem, mas as mentalidades mantém-se :/

      Eliminar
  8. Olha eu não pus a dita bandeirinha em marca de água, mas tal como o namorado acho que muita gente que a colocou nem percebeu totalmente o significado disso, infelizmente :(

    ResponderEliminar

Vá, a comentar enquanto ainda não cobro nada.
Respondo sempre e coiso.
(sou ótimo a motivar as pessoas hein?)