Não está facil para o gay moderno

sexta-feira, 3 de julho de 2015


Às vezes, apetecia-me fumar.
Como criança dos 90s, lembro-me daquela aura de sofisticação que via quando, nos milhões de filmes PG 18 que via à socapa dos meus pais, eles - os personagens - em momentos de introspecção silenciosa pela noite sacavam de um cigarro que fumavam à janela banhados pela lua e pelas luzes da cidade não tão distante, ao som de saxofones roucos.
Na altura era aceitável, imagem de marca da geração de bad boys de gel e casaco de cabedal.
Envoltos pelo fumo, pareciam misteriosos e apelativos.
Como se a nicotina validasse qualquer tipo de dúvida existencial.

Mas como detesto aquele sabor e tenciono preservar os meus pulmões de origem, acabo sempre a debater internamente a minha decrescente fé no conceito de envolvimento romântico, com um iogurte na mão, ou uma caneca de chá, enquanto olho pelo ecrã do computador, não para a lua mas para as notificações que se empilham uma a uma no email.
"Tem mensagens novas no Manhunt", 
"Não te vimos recentemente, mas você acabou de receber uma mensagem no Hornet do fulano"
"Homens solteiros na sua região! encontra o teu match com o tinder"
Um lembrete a passar o sal na ferida, "Há tanta oferta, só estás sozinho em casa porque és esquisitinho", lembrando que é só abrir uma aplicação para ter acesso a um harém de homens tão ou mais carentes que eu.

Só me lembra uma conversa que tive há dias sobre a facilidade de acesso que se tem hoje em dia à informação, e como ainda assim há tantas pessoas sem qualquer tipo de cultura ou senso comum.
Chegamos á conclusão que não serve de muito ter toda a informação à disposição se não se souber usá-la.
Com os homens (ou o dating world num geral), começa a passar-se o mesmo.

Acham que demasiada oferta dificulta a procura?

20 comentários:

  1. O problema é que a oferta nessas redes sociais é sempre a mesma... Deparo-me sempre com as mesmas pilas e as mesmas caras - quando mostram.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem quanto a isso não me queixo, que estão sempre a rodar aqui. é só turismo sexual xD

      Eliminar
  2. Sou do tempo q vc descreveu tão bem ... digo: era bom e acho q melhor ... Hoje as coisas, aparentemente, se mostram mais fáceis, mas são fúteis e fugazes. Pelo q me consta, as pessoas hoje se contentam com o virtual ... se oferecem mas ficam nisto ... e sempre são os mesmos ... me abstenho destes aplicativos ...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O problema está em que as pessoas se habituam á fugacidade e não querem investir em algo que dê mais trabalho :/

      Eliminar
  3. Demasiada oferta não dificulta a procura porque tens de saber bem separar o trigo do joio.
    O problema é que grande parte é joio e o trigo escassa.
    Tens de ter paciência e vai haver um dia em que vais encontrar alguém especial. Ainda existe.
    Eu encontrei o meu na net ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A esperança é a última a morrer, veremos :P

      Eliminar
  4. Eu acho que há demasiada oferta. Ainda não troquei de TV porque sempre que vou há loja há demasiados modelos e não sei qual escolher.... vou aguardando pelo próximo modelo, lol.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se calhar é isso que se passa. os gajos decentes ficam á espera de modelos novos ahah

      Eliminar
    2. Estar a chamar-me decente? Até babei (sem conotação, ok).

      Eliminar
  5. Sabes, o problema é que a oferta é sempre a mesma. Tomam banho, cortam o cabelo, fazem a barba e estão prontos para outra (ou outras). No grindr são o "sexoagora" e no manhunt "procuroalguémparamar" (quando na prátrica pretendem é colocar um m à frente do amar).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. No manhunt escrevem verdadeiros testamentos, não é só isso xD

      Eliminar
    2. Não diria melhor namorado!
      Nem tudo o que reluz é ouro....

      Eliminar
  6. Não sou nada moderno em termos do "amor" e escrevo com as aspas porque não acredito nele.

    A tecnologia fez dele algum banal, com um click o sal faz toda a diferença, daí que guardo o sal e quando tiver oportunidade dou o açúcar :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aí é que está. Muita gebnte não procura o amor. procura gratificação sexual por essas bandas. Nada contra, mas prefiro que sejam honestos sobre o assunto. é tipo ir ao talho, e dizer que vai comprar legumes.

      Eliminar
  7. Mas quando é que esteve fácil mesmo?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não estrague a minha metáfora Darling xD

      Eliminar
  8. Muita informação gera contra-informação.
    Ainda assim, conheci o meu rapaz no Manhunt... LOL

    ResponderEliminar

Vá, a comentar enquanto ainda não cobro nada.
Respondo sempre e coiso.
(sou ótimo a motivar as pessoas hein?)