Vamos Falar de... Sexo

segunda-feira, 14 de abril de 2014




Pode parecer exagero... mas por experiência própria, é verdade.
Esta coisa do sexo é toda muito complexa.
Pode parecer tudo muito natural e orgânico e certo na altura, mas há todo um timing nestas coisas, afinal, a verdade é que ninguém liga novamente ao gajo que liberou a caverna ao ali baba e aos quarenta ladrões sem esperar pelo menos uma noite - porque já ninguém acredita nas mil e uma noites.

Quando é que é demasiado cedo para se ir para a cama com alguém?
Há algum número mínimo de encontros para "esfregar a lâmpada e pedir o desejo"?  - Eu no outro dia disse que talvez a partir do 5º não fosse má ideia, e gozaram comigo e perguntaram se queria virar Madre Teresa.
E um máximo?(sim porque a partir de certa altura também é demais agarrar-se á decência né)
(Não sei que raio se passa comigo, que hoje estou virado para as mil e uma noites)

32 comentários:

  1. Acho que quando a altura chegar, saberás que é o momento certo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Neste caso não estou com uma dúvida na minha vida pessoal, era uma pergunta no geral Darren, mas sim, tens razão :)

      Eliminar
  2. Querem tirar os génios das lâmpadas logo no primeiro encontro?Tirem. Querem esperar três encontros? Esperem. Querem esperar até ao casamento? Esperem... Who cares? Nestas coisas acho que cada um sabe de si e não há resposta certa... E não me parece que quando alguém gosta de alguém a sério importa se dormiram no primeiro encontro ou esperaram um mês...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas há casos, em que a pessoa perde o interesse se fores demasiado "fácil" acho eu. A mim não me faz particular diferença mas já me aconteceu...

      Eliminar
    2. Acho que essa pessoa que perdeu o interesse perderia o interesse mesmo passado um mês à espera. I.e., não estou a dizer nada contra ti moço, só quero dizer que essa pessoa não gostaria era a sério de ti e o mais provável era mesmo que passando um mês perderia o interesse. Tu perdeste o interesse por terem tido sexo mais cedo? Acho que quem gosta gosta, não será por ser "fácil" e dever ter sido mais difícil dar a caverna que não vais gostar mais de alguém... E não estou a dizer que o estudo não tem razão, mas há uma pequena falácia, se alguém está com alguém pelo sexo será um relacionamento maior quanto mais tempo tiver de esperar por ele xD

      Eliminar
    3. Sim, realmente bom ponto :P
      Oh, eu sei que ele não queria nada, mas sei lá há sempre aquela coisa de "se uma pessoa é muito fácil" ninguém lhe pega para uma relação de qualquer tipo, era mais nesse prisma que me perguntava xD

      Eliminar
  3. depende muito das situações e das pessoas, são coisas sem regras

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. r. mas eu estou interessado, I mean, gosto de falar com ele e tal, mas sei que para mim não dá para dar este passo agora. Espero que ele tenha a noção disso.

      Eliminar
  4. Como tudo na vida, tudo depende das pessoas, dos momentos e das vontades. Há pessoas que foram logo para a cama no primeiro dia e estão juntas até hoje. Cada cabeça sua sentença.

    ResponderEliminar
  5. deixa ver... eu e o meu rapaz houve beijos no segundo encontro... e sexo puro e duro lá para o quinto... LOLOL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Puro e duro? Eh laaah xD.
      Pois, é mais ou menos o que comentei no outro dia :P

      Eliminar
  6. NNC SE COMEÇA UMA BOA CASA PELO TELHADO :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois não sei, mas tive uma imagem mental de homens das obras que ui ui... ahahahaha

      Eliminar
  7. Só te digo uma coisa... já me fartei de rir com o esfregar da lâmpada...
    lol

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :P é uma bonita expressão para uma bonita ação xD

      Eliminar
  8. Isto é uma daquelas coisas que depende imenso de pessoa para pessoa e também da fase da vida em que a mesma se encontra. Primeiro temos de descobrir o que queremos e só depois partir para a meta xp.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, cheguei a essa conclusão há relativamente pouco tempo. depende do que queres da pessoa :)

      Eliminar
  9. hummmm...numa conversa com a minha irmã, que é simultaneamente a minha melhor amiga, falávamos de vidas passadas:
    Ela: Eu numa vida passada acho que estava ligada à medicina, gosto de tudo o que está ligado à cura, aos procedimentos cirúrgicos, o corpo aberto e o sangue não me fazem confusão nenhuma...
    Eu: por esse prisma noutra vida eu era uma galdéria...
    Ela: Pois, muito provavelmente...

    Tive alguns casos, paixonetas, paixões, amores...sou fraco das carnes? Sou! Assumo-o. No passado, nalgumas situações, deveria ter esperado mais algum tempo pa me envolver fisicamente, mas isso não determinou o futuro ou o desenvolvimento das coisas, até porque esta a sempre envolvido emocionalmente.
    Não há um certo ou um errado, não há uma data ou uma estimativa...cada caso é um caso.
    Agora se perguntasses voltavas a envolver-te fisicamente com os que te envolveste, a resposta seria certa e uma: NÃO!
    Em suma: tempo e altura concreta? Não há; pessoas: Sim! :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu tenho uma amiga que me dizia que eu sou uma rameira e o termo pegou ahahahahah.
      Pois o problema de pessoas como "nós" é que nos jogamos logo com tudo, não só o físico, e ás vezes do outro lado pode ser visto como uma coisa casual... Agora espero mais tempo, acho que vale mais a pena assim :P

      Eliminar
  10. Olha, eu sou adepto de sexo no primeiro encontro. É preferivel satisfazerem-se um com o outro, do que chegarem a casa e cada um se masturbar a pensar no outro.
    Contudo, "faz o que eu te digo, e não faças o que eu faço", em nenhuma relação (amizade colorida ou namoro) aconteceu na primeira vez. E com o meu rapaz foi mesmo a vez que aconteceu mais tarde (porque ele me meteu um travão, que eu sou um tarado...). E talvez tenha sido uma das vezes com mais significado. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ás vezes a espera tem as suas recompensas se calhar :P
      Eu já fui mais destravado nesses campos, mas não deixa de ser agradável ver que não sou o único xD

      Eliminar
    2. Lol
      Estando numa época carente e com fome, e normal ter essas vontades xD

      Eliminar
  11. Nos últimos anos, tenho chegado à conclusão que a compatibilidade sexual tende a ser cada vez mais valorizada... Não digo que todos queiram sexo no 1º encontro, mas os que querem têm-me dito que essa dimensão vale 51% nesse jogo das (possíveis) relações...
    "Se não somos compatíveis na cama, não há grande futuro.." é este o pensamento que vão relatando...

    'Ter sexo' acaba sempre por revelar muito mais que a fisionomia do outro. Há sempre o antes e o depois do acto, que, de certa forma, podem condicionar mais a tua vontade em querer estar again com a pessoa... A forma como te trata, o respeito que tem por ti, o afeto que demonstra...

    Quanto a esse estudo (?): o tempo, i.e., esperar, por si só, nada faz. Para se criar uma ligação emocional é preciso partilhar, interagir, dar-se a conhecer e validar o outro.
    As ligações emocionais que se criam servem de amortecedor para qualquer obstáculo que possa surgir na dimensão sexual.
    Do género, "Investi tanto tempo em ti, que não vai ser por causa da tua fisionomia peniana que me afastarás..." :P


    Interpreta a dimensão gigantesca deste comentário como um sinal de que o tema é interessante!...sff.
    :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quer dizer, isso da compatibilidade sexual é tudo muito relativo, porque muitas vezes é uma questão de adaptação, à qual as pessoas não querem ter o trabalho de se sujeitar, e para mim é tudo uma grande treta, claro que a dimensão sexual é importante, mas é mais na parcela dos 30%, porque se eu gosto dum rapaz mesmo que ele seja um bocado mau na cama, não lhe vou pôr os patins por isso. Nem que lhe dê umas aulinhas ahahaha.
      E eu gosto deles grandes... dos comentários T. estás á vontade para deixar mais ;)

      Eliminar
    2. Ainda bem que és mais um contra a maré. E a favor do ensino particular.
      Eu também sou a favor da adaptação... Só o mais propício à flexibilidade sobrevive, certo?... ou já não se aplica?

      Quando debato essa questão, dizem-me, muitas vezes, que não é uma questão de adaptação mas de gosto e personalidade... (?)
      Face a pessoas tão rígidas de mentalidade, só se pode ceder... mas quem muito cede, acaba por se quebrar...

      Cada um terá os seus critérios para colocar na equação.
      Continuo a achar que o beijo é o melhor preditor quanto ao futuro da relação. (Isso, e o gosto musical - mas isso sou eu, que sou estranho.)

      Se gostas deles grandes, comigo estás à vontade.

      Eliminar
    3. Hmm acho que se confunde muito adaptar e mudar de gostos, vês muito isso nas relações, em que as pessas mascaram a personalidade e etc para combinar com o que o parceiro quer. A nivel sexual, só mesmo se fosse uma coisa terrivel, sei lá se ele tivesse fetiche de me esfaquear durante o ato ou assim. De resto não percebo mesmo pra quê tantas peneiras, depois queixam-se que estão encalhados/as

      Eliminar

Vá, a comentar enquanto ainda não cobro nada.
Respondo sempre e coiso.
(sou ótimo a motivar as pessoas hein?)