Achei ofensivo!

terça-feira, 7 de abril de 2015



Com esta conversa da lei de liberdade religiosa do Indiana, e das pessoas que não querem dar pizza e flores ás bichas, cheguei á conclusão que toda a gente se ofende hoje em dia com tudo.
Para mim, que faço de tudo humor, até na vida pessoal, é uma coisa muito estranha.

A gorda ofende-se que lhe chamem gorda,e  diz que toda a gente só vê o físico, enquanto entope o mural do facebook com fotos de modelos musculados e tatuados todos "lindos de morrer".
A bicha ofende-se com os estereótipos, de promiscuidade e futilidade enquanto tira selfies no espelho e combina uma fodinha casual no grindr algures no bairro alto.
Os encalhados dizem que "é uma escolha" enquanto lançam olho gordo aos amigos comprometidos
E os fanáticos religiosos dizem que têm direito às suas convicções enquanto tentam rezar o filho gay até á heterossexualidade ou bombardeiam igrejas de crenças vizinhas.

Toda a gente se leva tão mas tão a sério que nem reparam nas contradições idiotas que fazem... e qualquer coisinha é desculpa para guerrinhas birrinhas e discussõezinhas idiotas porque se feriram susceptibilidades.
Alguém me explica porque é que as susceptibilidades andam todas tão sensíveis?
Será Inflamatório?

14 comentários:

  1. Eu sou ofensiva e achei esta post ofensivo. E agora?

    http://stateinthereal.com/wp-content/uploads/2013/12/tumblr_ma8flrFWQ11rfduvxo1_500.gif

    Just kidding, é exatamente isso. Nem tenho mais nada a comentar, é tudo o que disseste no post. As pessoas parece que nao estão bem o suficiente vivendo a sua vida, têm de criar conflito com alguém.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. vou tão roubar esse gif.
      No outro dia presenciei uma cena que foi estranhissima. Um gajo estava a gozar com uma coisa. Criticaram no, e de repente ele começou se a queixar e a dizer que estava a ser atacado, e que achava o comentário de resposta ofensivo. e não foi. xD

      Eliminar
  2. Não é uma questão de se ofenderem com tudo, faz parte da tua liberdade. Agora estamos numa fase em que deixamos de ignorar determinadas coisas que só proliferam uma série de fobias.

    Também escrevo coisas com humor, e digo coisas com humor, algumas vezes sou mal interpretado and all hell ensues.

    No que diz respeito ao Indiana é uma questão de discriminação, não se trata de comprares flores ou pizza aqui ou ali, trata-se de alguém achar que tem o direito de não te servir. Em Portugal é contra a constituição descriminar orientação ou géneros.

    A gorda sofre de gordofobia, vives numa sociedade de ideais de beleza impossíveis, se alguém é gordo é criticado porque é gordo, dizem-lhe que nunca vai arranjar parceirx, dizem-lhe que se está a matar e vive permanentemente acusada pela sua forma física independentemente do que a levou a ser gordx ou não. E também, como é bombardeada de ideais de beleza impossíveis também pode admirar ou não? Ou pode idealizar?

    A bicha pode ser bicha à vontade, mas a bicha sofre de ataques redutores. Se tira selfies é narcisista, se vai ao grindr é promíscua mas tu não vês isso nos restantes heteronormativos. Um homem branco heterossexual é congratulado pelas suas conquistas sexuais, a bicha é promíscua e tem comportamentos de risco. Qual é o problema de tirar uma selfie ou de andar a engatar? O problema é resumirem-na a isso. E tens uma comunidade LGBT que não se une, que se ostraciza e recrimina. Um homossexual com aspecto "hetero" e másculo e celebrado, a bicha porque pode ter traços efeminados é um gay menor, porque vives numa sociedade redutora para as mulheres e portanto qualquer coisa que identifique um homem como mulher é redutor. Ambos têm o mesmo comportamento mas a bicha é sempre mais recriminada.

    Ser encalhado é ser difícil numa sociedade em que afirma que tu para teres identidade tens que ter um parceiro. Percebo a tristeza e solidão de alguém sozinho que não encontra parceirx quando à sua volta vê todos emparelhados.


    Os fanáticos religiosos são intolerantes e estúpidos e não faziam cá falta nenhuma. Percebo que nesta sociedade não é o sonho de nenhum pai ou mãe ter um filho gay o uma filha lésbica, têm medo da reprovação da sociedade, da comunidade que estão inseridos, pior ainda se estivermos a falar de outras etnias que não são nada tolerantes à homossexualidade.

    Se calhar as susceptibilidades andam feridas porque começam a haver pessoas que não toleram, uns com mais bom senso, outros com menos. Mas a questão de gozar ou rir ou fazer uma piada (que até pode ter graça) acaba sempre com alguém humilhado e raramente é o autor da piada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Neste caso, não se trata de fazeres ou não piadas sobre as pessoas. trata se das pessoas se ofenderem com coisas que não lembram ao diabo.
      As pessoas levam se demasiado a sério, mesmo fora desses exemplos que usei aqui, e depois vêm qualquer coisa como desculpa para se fazerem valer das suas dores. É mais por aí este post.

      N é porque eu ande a fazer piadas á custa de toda a gente - I'm not that kind of bitch...

      Aliás eu passo a vida a fazer piadas à minha custa, por isso é que não percebo porque é que as pessoas estão lentamente a perder essa capacidade...

      Eliminar
    2. Sim, mas tu podes ter um sentido de auto-ironia, como eu também tenho. Eu respondi com base nos teus exemplos. Escrevi bué pá, nem tive noção.

      A questão da ofensa que não lembra ao diabo é vago, pimenta no rabo dos outros...

      Eliminar
  3. Eu por acaso tenho andado ranhoso e a espirrar há semanas. Há uns dias até comecei com comichões. Sempre assumi que fosse a primavera e os pólens, mas depois de ler este teu post começo a achar que afinal são as susceptibilidades.

    (na verdade, e tendo como exemplo as piadas que fiz com o Manoel de Oliveira, acho que é claro que não costumo sofrer muito desse mal :s)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É melhor ires a algum sitio ver isso, primeiro o drama da torradeira, agora isto? Isso são os espíritos! xD
      (join the club <3)

      Eliminar
  4. Odeio tudo q é policamente corrreto ... tudo isto é muito chato e sem graça ...

    Beijão

    ResponderEliminar
  5. Achei curiosas todas as tuas constatações, e não acho que todas as pessoas estejam demasiado sensíveis, umas lutam mais para não o demonstrarem, outras estão se a c*gar para os sentimentos dos outros. No meu caso, encalhado com sou, diria-te umas coisas, mas fica para outra altura :D

    Não sei se sabes, mas o que gosto mesmo é de humor negro, quem não entende, fica por vezes sem perceber as minhas piadas mórbidas.

    ResponderEliminar
  6. Olha, comecei agora a ler a Guerra dos Tronos. O Anão tem umas saídas muito interessantes para este tema...

    ResponderEliminar

Vá, a comentar enquanto ainda não cobro nada.
Respondo sempre e coiso.
(sou ótimo a motivar as pessoas hein?)