O daddy sem sugar

quinta-feira, 9 de abril de 2015


Então, a dada altura da minha vida, - não interessa quando - tive que satisfazer a minha curiosidade inata em dormir com um homem mais velho.

Motivado por aquele velho ditado, Panela velha faz boa sopa, e pelo facto de me apetecer uma boa sopa, lá fui eu explorando o desconhecido.
Não tenho que explicar a ANALogia pois não?

Chegados ao café a curiosidade mal disfarçada falou mais alto, e acabámos a estudar-nos mutuamente de alto a baixo.
Não era particularmente atraente - não que isso seja para mim fator determinante - tinha uns olhos muito bonitos, era baixo e tinha umas mãos enormes.
Se isto fossem as cinquenta sombras de grey ou outro qualquer livro erótico digno do título de mommy porn,  podia dizer que senti o seu olhar de desejo ardente, e formou-se entre nós uma silenciosa atração pulsante, que quase me fez rasgar as roupas na esplanada ensolarada e possuí-lo com paixão.

Mas não é, por isso digo, que o senhor foi extremamente... vocal sobre as suas preferências sexuais.
Acho que nunca na minha vida me tinha sentido tão constrangido como naquele momento em que naquele sotaque ferrenho de homem do norte me disse em voz bem alta.
Ah, eu gosto muito de ser passivo, adoro uma boa penetração, uma boa espada na cama, um homem que me coma e me deixe a pedir por mais. Claro, preciso de uns bons preliminares. de Beijar muito, de sentir contacto humano.
Isto em plena esplanada em hora de ponta com famílias inteiras a aproveitar o seu pastelinho de nata e galão com criançada, o cão o gato e o periquito.
Podia ter-me levantado, ter saído porta fora,
Podia ter apagado o contacto do senhor e não ter feito nada e fingido que nunca nada tinha acontecido, mas hey, já que ali estava deixava rolar.
Combinámos um encontro mais... intimo, durante a noite.

Podia armar-me em virgem ofendida e dizer que "aconteceu" e "não estava à espera" ou que foi um acaso" mas não tenho pudores em dizer que quando a lua me bate até a salsicha grelha.
Era esse o intuito e queríamos os dois o mesmo.

Okay pessoas, fica a dica universalmente transmissível:
Quando dizem a alguém, Ah e tal, eu gosto muito de beijar, é melhor que beijem bem.
Durante umas horas, suspeito que tenha estado aos beijos com um arraçado de vaca e piranha porque ora me passava a língua pela cara, ora me mordia com imensa força. tive que lhe dizer umas quantas vezes para parar, ou que lhe beijar o pescoço para disfarçadamente afastar a minha cara daquele filme de terror classe C que decorria nos andares de cima.
Se quiserem ler a cena de sexo, volto a redireccionar-vos para as 50 sombras de gray, ou um livro da harlequin, ou mommy porn num geral.
Terminado o kay kay, - que não foi absolutamente nada de especial- senti-me exatamente como da primeira vez que provei caviar.
Onde estava o orgasmo monumental?
E todos aqueles anos extra de experiência?
Ultrajante. vou ligar à DECO.

Convidou-me para ficar a dormir lá durante o fim de semana, e não queria de forma nenhuma que me fosse embora. Por uns momentos achei que fosse acabar na capa do correio da manhã, encontrado num barranco próximo, depois de uma "discussão gay".

Quando pensei que as coisas não podiam piorar, ele resolveu que queria uma sessão de cuddling.
Não me interpretem mal, eu sou adepto e praticante da arte do cuddling, mas geralmente não quando tenho um preservativo usado na mão, estou nu, e o meu parceiro resolve deitar-se em cima de mim a morder-me a cara e chamar me garanhão safado, enquanto na TVI passava um reality show rasca qualquer.
Quando me consegui safar, dizendo que tinha compromissos de manhã, consegui a proeza de arrancar o carro em terceira, e acelerar até ao horizonte, para nunca mais voltar.

No dia seguinte mandou-me mensagem.
Tinha gostado muito, estava dorido, queria repetir. mas não se lembrava do meu nome.

25 comentários:

  1. kkkkkkkkkkkk ... tadinho gente ... q coisa difícil meu Deus ... mas tenho q destacar q ri horrores com sua expressão ... mais uma para a coleção:

    "não tenho pudores em dizer que quando a lua me bate até a salsicha grelha." kkkkkkkkkkkk

    Beijão

    ResponderEliminar
  2. Respostas
    1. A sopa até nem era azeda. só sabia era a sopa de pacote, daquela bem insossa

      Eliminar
  3. Respostas
    1. supé famoso. má lingua você eu hein! xD

      Eliminar
  4. O que eu me rio com os teus posts.
    Deves ser atualmente o blog que mais gosto de seguir! :)

    E olha, também já estive com uma mulher mais velha para saber se isso é mesmo verdade e fiquei como tu. Mais do mesmo... Mas pronto, pode ter sido só azar na pessoa. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh, obrigado pelo elogio :) fico feliz que gostes! escrevo estas coisas também a pensar em vocêzes leitores ;P

      Pois, logo volto a tirar as teimas no futuro, quem sabe xD

      Eliminar
  5. Olha, eu estive com um trintão largo, que agora ja estará nos quarenta, à coisa de quatro anos. E era poderoso na cama. Cada vez que me lembro até me dá uma coisa ruim de tão bom que foi. Mas ao ler o teu post, lembrei-me que ele gostava de dar umas mordidelas jeitosas de vez em qdo. Será que com a idade começam a morder com mais força?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, se calhar viram todos vampiros no fim. Não me leiam mal, eu até adoro morder, mas com preceito, não é a querer logo arrancar um naco.

      Eliminar
  6. kkkkkkkkkk hiláriooooooooooooooooo...

    Meu amigo vou resumir o que aconteceu: você era muita areia pro caminhão do tiozinho..entendeu?

    Tadinho dele, acho que fazia muito tempo que ele não recebia tanta "grelha" na cama....kkkkkkk

    O pior foi ele ter esquecido seu nome...

    Olha sugiro fazer nova tentativa com um "tiozinho brasileiro"

    hahahahahahahahaha

    beijão

    ResponderEliminar
  7. Rapaz.... voce me fez rir muito!! Definitivamente esse não era um "doce papai"!

    abraços

    ResponderEliminar
  8. Quando acabei de ler o teu post, o que me veio à cabeça foi uma música das Destiny's child :-p

    ResponderEliminar
  9. lllllllllllloooooollllllllllllllllllll não consigo para de rir lllllllllllllllllloooooooolllllllllllllllllllll desculpa lololololol

    ResponderEliminar
  10. Ah Ah Ah que horror, é mau em todas as perspectivas.
    "deitar-se em cima de mim a morder-me a cara e chamar me garanhão safado"
    " beijar o pescoço para disfarçadamente afastar a minha cara daquele filme de terror classe C que decorria nos andares de cima".
    Até o detalhe final de ele não ter decorado o teu nome.

    Mas olha, foi mau desde o inicio, desde a vossa conversa no café, aprende a lição;
    se um homem te parece idiota ...... é porque ele é idiota.

    ResponderEliminar

Vá, a comentar enquanto ainda não cobro nada.
Respondo sempre e coiso.
(sou ótimo a motivar as pessoas hein?)